Prosa
  • Prosa
  • Verso
  • Contos
  • Textos
  • Cositas Más
  • Sugestões de Leitura
  • A Alquimista de Homens
    Eduardo Valente, 08 de maio de 2006
    Ela seria uma professora, se se conformasse com isto... Ou talvez, educadora...
    Mas Eloiza não é assim. Eloiza não se conforma. Eloiza transforma.

    Ela seria uma professora, se se conformasse com isto... Ou talvez, educadora...

    Mas Eloiza não é assim. Eloiza não se conforma. Eloiza transforma.

    Aquela filha de Elpídio e Luiza, primeira de seis. Duas vezes. Entre os irmãos e entre o marido e filhos.

    Ela seria mais uma se isto coubesse nela. Ela desistiria se se permitisse.

    Mas Eloiza não é assim de jeito nenhum. Eloiza é diferente. Eloiza transcende.

     

    Conheci Eloiza ainda em seu ventre... Primeiro inquilino! Depois vieram Vanessa, Daniela e Melissa. E nós quatro, mais do que ninguém, sabemos que há algo de mistério naquela Eloiza, que chora, que ri, que luta que vence, mas que nunca desiste, mesmo que às vezes diga isto.

    Esposa do Mercador de Sonhos ( já lhes contei esta história? ), ela intimida quem crê que mulher é bicho fraco e incentiva quem pensa o contrário. Fosse meu pai um qualquer,e não despertaria interesse em Eloiza... Precisa ser especial com aquela mulher...

    Talvez Deus, que sabe tudo mesmo, tenha feito Eloiza assim. As coisas não são fáceis prá ela e tenho cá minhas suspeitas de que Ele quer as coisas difíceis assim mesmo, porque se minha mãe tivesse as coisas mais fáceis, do jeito que ela é, transformaria o mundo inteiro e alguém do outro lado poderia invejar Eloiza e sabe-se lá!! É.. é melhor assim mesmo.

    Prá fazer faculdade, saca logo umas três! Só fala de escola, escola, escola. Qualquer mote, qualquer desculpa, e é "minha escola" daqui, "meus alunos" de lá. Agora é escola. Já foi Escotismo.

    Tempos atrás, Eloiza-chefe-escoteira já não se conformava. E por dez anos dourados, o Grupo Escoteiro Baltazar Fernandes transformou tanta gente pequena em homens que os que tiveram o privilégio de viverem aquele momento não se esquecerão mais...

    Eloiza está lá quando se precisa. Eu sei e, da última vez, foi a Melissa que soube. Há alguns anos atrás, minha mãe deu Melissa à luz novamente. 

    Hoje, Eloiza é diretora. Como Deus é sábio, sabia que só Eloiza para transformar aquele lugar, que tem o nome de Ipiranga, mas que em vez de grito de independência o que se escuta é a sirene da polícia gritando Li-Lu, Li-Lu...

    Lembro da apreensão da minha mãe. Apreensão, digo com certeza, nunca medo! O que fazer com crianças cujo futuro descortinava-se sombrio ? Algumas cujos pais ( e eram várias ) estavam na cadeia ou estavam em lugar nenhum? Eloiza não titubeou e disse "Eu vou!".

    Pouco a pouco, o futuro daquelas crianças mudou. Para muito melhor. Há mistério nas ações de Eloiza, mas mais que mistério, há amor.

    Hoje, o "Irineu Leister" é referência de família e escola ( não sou eu quem falo, só cito... ). Que pessoa é esta que tem a liberdade de ouvir de um bandido: "Eis aqui meu filho, eu confio em você"? Que pessoa é esta que atende ao rico e ao pobre, como a um filho ( eu que sou filho sei disto! )? Que pessoa é esta? Que mistério é este? Eloiza trasmuta!

     

    Como a gente gosta mesmo de inventar nomes para as coisas que a gente não entende, quanto mais misteriosa é, mais tem que caprichar no nome, invento agora um para Eloiza: Alquimista de Homens. Como é bem provável que, um dia, Eloiza vire lenda, então é bom um nome pomposo para acompanhar!

    E para o dicionário que existe no coração de cada um, para todos aqueles que têm ou terão o privilégio de conhecê-la, eis a seguinte verbete:

     

    Eloiza Teixeira Callado Valente: substantivo mágico - Alquimista de Homens. Aquela que transforma destinos de chumbo em homens de ouro.

    Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.